Segunda-feira, 23 de Abril de 2007

Lágrima - espiral.

Sonho - unilateral.

Desejo - irracional.

 

Abandonar o passado reverso

é entender que o futuro é anexo

do que se construiu - está sendo construido

do viés que o existir é constituído.

(não, não tem que fazer sentido)

 

um pouco de dor é tempero -

para entender que tudo é passageiro

alegria, amor, tesão, desespero.

 

No teu corpo que me orienta

busco os sentidos figurados

A medida que o meu prazer me alimenta

Toda a busca fica de lado.

 

 

e se parto para a rebentação...

percebo que perco a redenção

(não ligo, o meu paraíso é ficção)

- não tenho mais certeza; viro pinóquio do meu coração.

(despendurado por fios que me tiram da razão)

 

 

 

 

 

 

 



publicado por Juliana Correia às 03:24 | link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


posts recentes

inferno astral

Descortinado

A arte do impossível.

Pouso.

Nanquim.

Brigitte Bardot

Sapatilhas.

Não é assim que a banda t...

Vulnerabilidade

História musicada auto-ex...

arquivos

Setembro 2010

Janeiro 2010

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

links
blogs SAPO
subscrever feeds