Terça-feira, 8 de Janeiro de 2008

tudo que eu tento escrever

me entrega mais do que desejo

escrevo disfarçando de você

o horizonte que vejo!

 

as palavras que vão caindo no papel

vou resignificando

as que querem dizer amor, coração, fel

passam a ser palavras quaisquer, se rabiscando

 

você corre pelas linhas

em busca do sinal

eu o escondi nas entrelinhas

mas isto não faz dele menos especial

 

o sinal está verde

e um carro passa acelerando

o sinal está tão verde

que você passa o ignorando.

 

 

 

 



publicado por Juliana Correia às 00:39 | link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Domingo, 6 de Janeiro de 2008

Minha preferida

 

(Escrita por Hélio Lambais [http://absurdo-mundo.blogspot.com] inspirado em mim!]

 

 

"Como se o mundo não percebesse

ela passou por entre as maravilhas

sendo a única esplêndida

 

Como se o mar não se importasse

ela nadou por todo oceano

e pelos peixes foi louvada

 

Como se a terra não existisse

ela plantou suas palavras

e colheu o maior amor do mundo

 

E como se eu não enxergasse

ela sorriu o mais belo sorriso

fazendo-me apaixonar ainda mais por ela"

 

 

 

 

 

Gente, visitem o blog do Hélio, não porque ele é minha dupla de futuro livro de poesia a ser lançado (se Deus quiser) ou não pela gentileza sutil que ele teve em escrever isso e dizer que foi para mim - mas sim porque ele tem talento, e talento precisa de reconhecimento!



publicado por Juliana Correia às 21:23 | link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Sexta-feira, 4 de Janeiro de 2008

Papai Noel não me trouxe estas coisas no seu saco vermelho, mas 2008 vai ter 366 chances (ano bissexto!) de me trazê-las - não me trazer assim, pronto e mastigado, mas de me permitir ir melhorando, trabalhando e formando os meus desejos, de ir construindo os meus objetivos - e moldando-os, se assim convier.

 

Um pouco menos de expectativa viria a calhar ; um tanto mais de auto confiança e de segurança fariam um bem danado no dia a dia e no saldo geral da minha vida e da vida dos que estão ao meu redor ; beeem menos exigência comigo e com os outros facilitaria a manutenção do meu bom humor ; mais predisposição a falar sobre o que eu sinto, o que me dói, o que me incomoda - fora do divã da terapia - deixaria meus relacionamentos mais estáveis e bem resolvidos ; exageradamente mais boa vontade com os estudos (!) ; muito mais tempo pra cuidar de mim - não só da minha cabeça um tanto quanto ainda mal resolvida mas também do meu cabelo, do meu corpo,etc ; mais espaço para a fragilidade e menos espaço para esta necessidade estúpida de precisar parecer a mulher mais forte, auto suficiente e independente do universo - para poder ser o que eu sou, sem precisar me esconder no que eu queria e não consigo mesmo ser.  Doses mais amenas dessa minha teimosia e desse meu orgulho me trariam mais paz ; melhor organização do  meu tempo para ter maior disponibilidade para ver todas as pessoas queridas me traria mais sorrisos e menos cobranças. Mas dentre tudo que espero melhorar e dentre tudo que desejo, almejo principalmente, um ano de longas férias para este cerébro racional e chato - quero um ano de buraqueira e pé na jaca - tudo guiado pelo romântico e insolucionável coração ; isso aí, quero dirigir com último romance no volume quinze do rádio tendo em quem pensar,quero ver milhões de pôr do sol tendo quem abraçar, quero ter com quem brigar e ficar com medo de não fazer as pazes, quero dizer eu te amo com tanta verdade que não caiba em nenhuma poesia, quero ficar frágil e vulnerável até o talo e quero toda essa vida maluca que eu venho adiando mas que venho desejando - na mesma intensidade.

 

 

Quero saber fazer da minha vida e de mim isso que eu acho que devo, preciso e que será melhor. Parece que eu ainda tenho 362 chances...


música Zeca Baleiro - Flor de Azeviche

publicado por Juliana Correia às 16:04 | link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Quinta-feira, 3 de Janeiro de 2008

Eu digo não para você

Digo não para o seu corpo todo esculpido em horas na academia

Digo não e você não crê

Acha que não desejar você é ousadia.

 

Me desculpe ; sem ofensas

Mas eu preciso é de um companheiro

daqueles que cuidam; são vivas e altruístas oferendas

daqueles que tem espírito, espirituosidade - tempero

 

gosto de quem tem a oferecer

- seja em charme, inteligência, conhecimento

gosto de quem vem pra acrescentar e transcencer

de quem admira o mar, a nuvem, o passar devagar do tempo.

 

eu digo não para a sua barriga de tanquinho

porque não é ela que vai ser meu abrigo pra dormir

eu digo não para seu carro zerinho

porque você não valoriza o que adquiri (me incluo aqui)

 

eu digo não para o seu muque

porque não é ele que vai me proteger dos meus medos infantis

eu digo não para o seu corpo de incrível hulk

porque me interessa muito mais o que seu cerébro diz

 

eu digo não para a sua preocupação em ostentar

porque o que de fato interessa é invisível

eu te digo não, sem hesitar

porque seus olhos não me dizem o indizível.

 

eu digo não, mas não é nada pessoal

é que companheiro pra mim é de conversa, proteção, coração, amizade

o que eu procuro é gente fina, bem humorada, com potencial

me desculpem sua fôrma, sua pele, seus musculos - mas eu procuro alma de verdade.

 



publicado por Juliana Correia às 02:29 | link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

mais sobre mim
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


posts recentes

inferno astral

Descortinado

A arte do impossível.

Pouso.

Nanquim.

Brigitte Bardot

Sapatilhas.

Não é assim que a banda t...

Vulnerabilidade

História musicada auto-ex...

arquivos

Setembro 2010

Janeiro 2010

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

links
blogs SAPO
subscrever feeds