Domingo, 15 de Março de 2009

Se eu não fosse tão orgulhosa e se não fosse tão brega, juro que eu escrevia com letra bonita, editava para o masculino e te mandava "Minha namorada" do Vinícius de Moraes. Te quero essa coisinha toda minha que ninguém mais pode ser, te quero estrela derradeira, amigo e companheiro, no infitino de nós dois. Se eu me desse por satisfeita com coisas que já souberam dizer antes de mim, eu apelaria pro meu Chico - e só de apelar, você já se saberia digno das coisas lindas que caem antes em mim e depois nas palavras dele, que eu te diria, se eu tivesse coragem. Juro. "Se ao te conhecer, dei pra sonhar, fiz tantos desvarios (...), se na bagunça do teu coração meu sangue errou de veia e se perdeu (...) e te dei meus olhos pra tomares contas". Como é que pode? E eu quero mesmo ficar feito tatuagem e te dar coragem, e brincar no teu corpo feito bailarina. E Caetanear você, dizendo que você desintegra e atualiza a minha presença, entra pelos sete buracos da minha cabeça, envolve meu tronco, meus braços e minhas pernas,de todas as cores, tranbordando pelas portas e pelas janelas...é a coisa mais bonita de toda natureza.

Aí eu tomaria fôlego, e faria você receber doses menos cavalares do meu afeto, te mandaria uns caras mais novos, repentistas, pra fazer serenata na tua janela. Ou umas cartas musicais. Ah, eu não sei dizer as coisas - o que é uma pena. Ou talvez, o que é mais pena ainda, eu tenha simples medo de dizer as coisas... Mas é verdade, e o Zeca Baleiro que assinou embaixo, que você joga tinta na minha tela cinza, bala no meu velho oeste, molha o meu olho que não crê, quando faz a minha carne triste quase feliz - você me faz parecer menos sozinho. Era isso Zeca, eu sempre quis dizer isso pra alguém. Mas o Zeca já disse primeiro. Só posso me apropriar... E sabe o que é pior? A completa incoerência. Te mandaria todas estas músicas, de todos esses artistas, de todos esses poetas - mas preciso me despedir, fazendo a sábia pergunta da Adriana: depois de ter você, poetas para quê? os deuses, as dúvidas? para quê amendoeiras pelas ruas,para que servem as ruas...?

 

 

 



publicado por Juliana Correia às 13:55 | link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De jv a 16 de Março de 2009 às 16:36
curti o novo layout. simples e bonito.


Comentar post

mais sobre mim
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


posts recentes

inferno astral

Descortinado

A arte do impossível.

Pouso.

Nanquim.

Brigitte Bardot

Sapatilhas.

Não é assim que a banda t...

Vulnerabilidade

História musicada auto-ex...

arquivos

Setembro 2010

Janeiro 2010

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

links
blogs SAPO
subscrever feeds