Sábado, 9 de Fevereiro de 2008

Quisera eu te ver acordando

Imagino-te, atordoada, sacudindo teus cabelos

Tua pele branca e macia

se esgueirando pelo lençol, dando adeus as trevas da noite

O sol revelando-se suavemente sob a tua pele

ahh, a tua pele...

imagino todos os seus músculos se flexionando, todo os seus poros descortinando

aqueles braços que tão bem me recebem e me cabem

tateando zonzos pelos travesseiros

o dia se fazendo certeiro...

 

Quisera eu te ver se enroscando pela cama, feito bicho

Quisera mais ainda estar ao teu lado enquanto tu despertas

Ver teus cabelos esparramando-se negros como a noite no mais branco lençol

sentir você e o seu calor, ver você abrir estes olhos amendoados

que eu gosto de ver-me espelhado, gosto de me imaginar como objeto por eles desejado

encontrar na tua preguiça um sorriso bobo e ter certeza de que és linda

linda me tocando, linda me dando o prazer do encontro de nossos corpos

linda me saciando a vontade de tocar-te, generosa em me deixar acariciar-te

linda ao natural, linda e desigual, linda em período integral

acordando, espreguiçando-se, aprumando-se para o dia

porque todo dia que insistir em nascer ao teu lado, será de alegria.

 

E eu não te deixaria levantar, sem antes acordar ao teu lado

fazer minha barba roçar a tua nuca, te percorrer suave

beijar as tuas sardas espalhadas, beijar teus olhos que se abrem

e sem fazer alarde, abraçar-te para te dar a certeza que és minha

Ah, glorioso dia será o que eu acordar contigo, amada

O sol orgulhoso se estenderá encerrando a tristeza da madrugada!

 

(mas se a madrugada for ao teu lado

nada mais será triste, nada mais será parado

tudo que existe estará emoldurado

pela face que já não me sai da cabeça por nada

a tua serena beleza que me inspira, amada)

 

 

 



publicado por Juliana Correia às 01:23 | link do post | comentar | favorito

6 comentários:
De Mila a 9 de Fevereiro de 2008 às 02:14
seríamos muito mais felizes se existissem homens assim!

;*


De Vinicius a 9 de Fevereiro de 2008 às 23:59
como é lindo esse poema


De Paulo Fiaes a 10 de Fevereiro de 2008 às 01:24
homens reclamando das mulheres e as mulheres se queixando dos homens. acho que vc tem o mesmo "defeito" que eu, que é acreditar demais no amor. seria tão bom se eu conseguisse ser mais um. n acha?

ahh. ja cansei de falar que vc escreve bem, mas n canso de dizer isso. e vc parece ser uma pessoa incrível, estranho achar que eu percebo isso sem te conhecer e as pessoas que te conhecem não sabem quão incrível que vc é. e isso é tão tão ironico.


De Paulo Fiaes a 10 de Fevereiro de 2008 às 01:26
só por curiosidade, vc mora em Salvador. como foi de carnaval?


De Larissa a 10 de Fevereiro de 2008 às 02:33
muito lindo seu poema, jú.
ah, q saudades de ler essas coisas que aquecem o coração, do jeito q só vc escreve.
beijo,
minha saudade piorou bastante agora.
: *


De Helio Lambais a 10 de Fevereiro de 2008 às 12:21
Tudo o que eu queria dizer, mas não tive palavras certas... vc as teve agora !
Tudo o que eu queria sentir, mas não tive a amada certa ainda !

Bjus


Comentar post

mais sobre mim
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


posts recentes

inferno astral

Descortinado

A arte do impossível.

Pouso.

Nanquim.

Brigitte Bardot

Sapatilhas.

Não é assim que a banda t...

Vulnerabilidade

História musicada auto-ex...

arquivos

Setembro 2010

Janeiro 2010

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

links
blogs SAPO
subscrever feeds