Segunda-feira, 24 de Setembro de 2007

Me pega de jeito

E como me consome!

Me aperta o peito

Me rouba até a fome...

 

O estômago revira, insaciável sensação

As inúmeras (felizes e infelizes) possibilidades

se sobrepondo dentro da minha cabeça, estabelecendo uma confusão

Passando por cima de qualquer sombra de racionalidade!

 

E quem pode esperar?

Quem pode segurar o desejo do agora?

No que isso vai dar?

Quando é a nossa hora?

 

Ansiedade, ansiedade

Nada mais é do que o medo

de que o desejo não vire realidade

ou pelo menos não tão cedo...!

 

Ansiedade - inimiga da paz

vai cercando, consumindo, cada pedaço do coração

vil praga, devoradora voraz

de toda a minha inspiração.

  

(eu só quero - que você me queira)

 

 


música Vanessa da Mata - Vermelho

publicado por Juliana Correia às 00:55 | link do post | comentar | favorito

4 comentários:
De Mila a 24 de Setembro de 2007 às 02:58
quer saber? me identifiquei mto, sou ansiosa pra cacete...beijão


De Amadan a 24 de Setembro de 2007 às 06:34
Não possibillidade de escreveres um mau texto. No entanto achei este pouco natural.
Isto é. Parece-me que resolves escrever sobre a ansiedade sem que na verdade estejas sentindo essa emoção, pelo menos não da maneira tão pungente quanto a descreves.
Será? Não sei! Mas foi a impressão que me passaste.
Um beijo com carinho


De Vinicius a 24 de Setembro de 2007 às 13:22
mais um belo texto ao som de Vanessa da Mata. O bom de ler os seus textos é que normalmente eles expressam algo que voce esteja passando, como aquele do "desanimo".

Mas é sempre bom vim aqui ler alguma poesia, principalmente porque eu me identifico também com o jeito que voce se expressa. Beijao!


De Laís a 26 de Setembro de 2007 às 15:43
eu não vou nem repetir que a gente tem sintonia, que vc escreve sempre o que eu estou sentindo na hora certa. é mágico isso, sabia?
adoro!
:*


Comentar post

mais sobre mim
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


posts recentes

inferno astral

Descortinado

A arte do impossível.

Pouso.

Nanquim.

Brigitte Bardot

Sapatilhas.

Não é assim que a banda t...

Vulnerabilidade

História musicada auto-ex...

arquivos

Setembro 2010

Janeiro 2010

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

links
blogs SAPO
subscrever feeds