Segunda-feira, 27 de Agosto de 2007

Não se entregue. Não faça assim. Não se entenda como um barco a deriva a mercê da vontade das ondas. Não seja dois apenas porque ser um é carência complicada - a entrega que um relacionamento verdadeiro exige é ainda mais complicada. (mas sendo amor e vontade própria é compensação e alegria, sendo fuga e alienação é tolice.) Não gaste sua energia com o que não vale a pena - acredite em mim, até descobrir que não valia a pena você já vai ter gasto mais energia do que deveria. Não vista um luto precoce, nunca se sabe o amanhã, as vezes as coisas se resolvem independentemente de você. Tudo tem seu tempo certo e frequência. Não desgaste as coisas até chegarem a ponta de faca. Não feche portas, pois o amanhã não se sabe. Talvez hoje não seja o momento- e não te cabe julgar. Mas não siginifica que o momento não chegará - nem que seja para retomar. Talvez daqui a três meses seja. Talvez. Mas não pare para esperar, o que tiver que ser vai acabar sendo como tiver que ser. Não existe escapatória para o destino. Tudo que vai, de alguma maneira volta.

Cuide de você de modo que você se admire, se julgue interessante e se ame. Não existe outra receita para ser feliz. Não existe outro jeito para atrair a sua "metade" que não seja ser completo em si mesmo. As melhores pessoas que passarão pelas nossas vidas não virão para completar e sim para acrescentar.

Não responsabilize ninguém pela sua (in)felicidade - se alguém interfere nela, certamente teve seu aval. Não desista do que você acredita, a amargura não é boa conselheira. Não se importe tanto com o que vão pensar e julgar de você - mesmo as pessoas queridas - pois quem vai arcar com as consequências dos seus atos é você e o seu único objetivo tem que ser trazer paz ao seu coração. Não ignore seus problemas, fale deles se possível, mas não os torne o centro da sua existência.

 Não fique sentindo saudade em casa num sábado a noite. Se você não tentar distrair, a dor nunca vai sair de foco. O que você sente só diz respeito ao seu coração e a quem vive nele, portanto se expresse, isso tem um valor de transformação incrível - e o que você sente, sente por dentro, não no que aparenta por aí. Mas cuidado com isso, pois o vínculo do coração é o mais sagrado. Você sempre deve satisfação aos seus sentimentos. E se tanto dói, tenha humildade e volte atrás. Tente outra vez.. Não seja desonesto com os seus sentimentos e nem com o dos outros - isso é imperdoável. Com coração não se brinca. Não impeça que as pessoas te amem pelo que você é, mesmo você sendo humano e falível. Se descortine para você mesmo, afinal você será eternamente seu companheiro de jornada e tem mesmo o direito de se saber e portanto se administrar. O que te faz sorrir? O que te faz chorar?

Entenda e respeite as pessoas que são/pensam diferente de você. Perceba que isso é amadurecer. Se doe as coisas mesmo sabendo de sua finitude. Dê oportunidade para que quem errou conserte o estrago que causou. Esqueça o seu passado e o dos outros - o que vale é o que você é agora e você não o seria sem o que passou. Abra a cabeça. Leia mais. Converse mais. Ouça mais. Tenha para quem falar bobagens, mas traga também no coração quem ouve suas "seriedades". Não seja extremista - o mundo não esta contra você e nem tampouco você é o dono da razão. Tente não esperar tanto dos outros.

Aprenda a pedir desculpas - não porquê você está errado, isto é relativo, mas sim porque você se importa. Esteja certo das suas escolhas e as refaça diariamente com fervor. Ajude o quanto puder. Não se submeta. Valorize as boas lembranças. Tenha sempre tempo para o que te faz  feliz. Aprenda com a experiência dos outros. Tenha paciência. Seja sensível. Não tenha pena de si mesmo. Não faça perguntas para as quais você não pode lidar com as respostas. Respeite. Busque sua plenitude. Parafraseie Humberto Gessinger e não minta, nem se sinta capaz de enganar quem não engana a si mesmo.

 

 

Pegue uma caneta e um papel e escreva conselhos para que você mesmo não esqueça...


música Nando Reis - Os cegos do castelo

publicado por Juliana Correia às 22:05 | link do post | comentar | favorito

7 comentários:
De Amadan a 28 de Agosto de 2007 às 00:11
Uma coisa estranha nos conselhos oferecidos é que quase todos eles começam pela palavra NÃO: "Não faça..., não se esqueça... não tenha..., não seja...", etc.
Ora, nós sabemos bem o que acontece quando vemos a palavra não: "Não pise a grama..., não jogue bola..., não atravesse..., não fale alto...".
Talvez por isso, eu ache que este tipo de conselhos são aqueles que entram a 100 e saem a 1000.
Por outro lado, os conselhos pela positiva são caros, muito caros. Por vezes com preços incomportáveis para a nossa estrutura emocional.
Dito isto, talvez que o único, verdadeiro, global e fectivo conselho seja um misto dos dois:
"Faça o que quiser na sua vida, mas não prejudique nada nem ninguém, nem a você mesmo(a)".


De Mila a 28 de Agosto de 2007 às 00:16
uns dos melhores conselhos que já ouvi ou li em minha vida. sempre um prazer vir a este blog.


De Piu a 28 de Agosto de 2007 às 01:06
eu gostaria de salientar que a senhorita está mais auto-ajuda qeu nuca!toda psicológa!

de verdade, eu adorei o texto!
será que eu me enquadrei em quase TUDO?rso pior é que me faço as mesmas perguntas sempre, e pior AINDA, não acho as mesmas respotas!hehehehe

ou seja: viva a vida meu amor!


;*


De Piu a 28 de Agosto de 2007 às 01:07
eu deveria ter apertado o link de correção ortografica!
¬¬


p.s.: QUE MÚSICA LINDA É ESSA?


De Piu a 28 de Agosto de 2007 às 01:19
eu já lhe disse o quanto você é LYA LUFT?





De Mitchell a 28 de Agosto de 2007 às 02:13
Um "Filtro Solar", nos moldes da Juliana Correia.
Receba as minhas congratulações,

Saravá!


De Vinicius a 28 de Agosto de 2007 às 02:55
cada vez mais, sinto os seus textos psicologicos, o fazendo de maneira primorosa. Parabens. Adoro ler o teu blog, as coisas que voce escreve, seja em formato de poesia ou de prosa. Voce sempre com algo para acrescentar. Beijo! Obrigado pelo comentario no meu blog tambem!


Comentar post

mais sobre mim
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


posts recentes

inferno astral

Descortinado

A arte do impossível.

Pouso.

Nanquim.

Brigitte Bardot

Sapatilhas.

Não é assim que a banda t...

Vulnerabilidade

História musicada auto-ex...

arquivos

Setembro 2010

Janeiro 2010

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

links
blogs SAPO
subscrever feeds