Segunda-feira, 13 de Agosto de 2007

Felicidade é um tema recorrente por aqui. Felicidade para mim são momentos - não estado de espírito.

Estado de espírito é a predisposição natural (ou construída) ao otimismo ou ao pessimismo, essa tendência que construímos com o decorrer da vida, de acreditar que pode dar certo ou não, que tem conserto e cura ou que vai ser nossa perpétua infeliz prisão.

Felicidade é conceito. Felicidade, para mim, é ter com quem contar. É estar ao lado de quem a gente gosta. É o sentimento de contentação frente a realidade que se vive. Não uma contentação no sentido de resignação, passível dos coitados, para os quais tudo tanto faz, mas sim de satisfação com os limites naturais.

Por exemplo? "Não posso ter um BMW que eu idealizo, mas eu vivo bem com o meu Celta." ou "Não tenho condições de morar num quatro quartos no Horto Florestal, mas eu vivo bem em um dois quartos em Brotas. Eu tenho um lar."

O sentido que eu dou a estar contente é esse, nunca a isenção de sonhos e ambições. Jamais a perspectiva de que não se merece mais do que se tem, apenas a consciência da alegria do que já se alcançou. Não apenas a premissa de que o futuro vai ser bom, mas também a vivência de que o presente vale a pena.

Na minha concepção é impossível ser feliz sem estar contente, mas ainda assim é possível ser alegre ou otimista.

Felicidade é se sentir realizado nas escolhas que a gente faz, seja para as curvas da nossa história, para os caminhos que tomam nossa vida, na escolha da profissão ou no tiro cego do parceiro de caminhada. É encontrar respostas que aliviam o coração. Felicidade é receber aquele telefonema inesperado de quem se preocupa conosco. Ou aquele elogio que remexe a auto-estima. Felicidade é ter saúde.

Felicidade não se explica. Se aproveita!



publicado por Juliana Correia às 01:32 | link do post | comentar | favorito

7 comentários:
De Mila a 13 de Agosto de 2007 às 02:22
'Felicidade são momentos.' Não me resta dizer mais nada. Beijos Ju


De Mila a 13 de Agosto de 2007 às 02:39
Libriana de raiz foi boa. Amei o texto, também me senti honrada.


De Amadan a 13 de Agosto de 2007 às 02:51
Oi Ju
Primeiro quero agradecer a sua visita e as palavras amáveis que deixou em comentário.
Sobre este post...
Tenho de admirar a escolha de um tema dificil, mas que foi abordado com muita inteligência e superiormente escrito.
Há algumas coisas com as quais não concordo totalmente, mas isso leveria uma eterninade a discutir. Agora quero ir ler os outos posts.
Bjus


De Amadan a 13 de Agosto de 2007 às 02:54
... mais uma coisa.
é evidente que me sento muito honrado por me quereres adicionar como amigo. Eu já fiz isso contigo.
Bjus


De pretty a 13 de Agosto de 2007 às 10:00
concordo plenamente!!!
a felicidade são momentos e não um estado de espirito!!!
bjnhu


De Helio Lambais a 14 de Agosto de 2007 às 05:56
Felicidade??? O que é mesmo????
Bom, eu acredito que a felicidade não é normal, ou seja, se vc se sente feliz 100% do seu tempo, existe algo errado e a queda de tal, a posterior "bad trip" pode ser fatal.


Bisous e adorei o texto!!!



De larissa a 14 de Agosto de 2007 às 12:30
a futura Lya Luft que fará parte dos meus livros de cabeceira...

te amoo .*


Comentar post

mais sobre mim
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


posts recentes

inferno astral

Descortinado

A arte do impossível.

Pouso.

Nanquim.

Brigitte Bardot

Sapatilhas.

Não é assim que a banda t...

Vulnerabilidade

História musicada auto-ex...

arquivos

Setembro 2010

Janeiro 2010

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

links
blogs SAPO
subscrever feeds