Terça-feira, 7 de Agosto de 2007

O amor é uma merda. Uma inutilidade tremenda. Desconcerta, desconcentra, machuca e fode. Fode muito. Mas o amor me marca, todo mundo sai ileso dele menos eu. Eu sempre saio na merda.  Aonde eu estava na cabeça quando eu me meti nisso de novo? Na verdade, eu devia estar sem cabeça.

O amor é uma praga de várias mãos que pega e corrompe, que larga sempre o outro e ME pega mais, que subdivide erroneamente as mãos entre as vítimas! O amor pode dar paz pra quem for, mas pra mim ele é miséria, é lágrima, é uma desgrama mesmo - e que eu deixe esse texto aqui muito tempo pra eu nunca mais ousar esquecer disso. Nem se Amarante pessoalmente me ligar me convidando pra um risoto de brocólis.

Eu nunca "desamo" no ritmo, eu nunca entendo o que sinto, eu meto os pés pelas mãos. Mas a culpa não é minha.  É impossível falar qualquer coisa que tenha o mínimo sentido ou ganhar uma discussão quando o outro lado da questão é alguém que a gente acha lindo, que a gente acha fantástico, que a gente quer bem. É impossível pensar em qualquer coisa quando se ama, porque amar exige demais - doação demais, paz demais, VONTADE demais. E na minha lista de vontades eu não ando incluindo algumas frases que..bem..que me fodem tanto quanto o amor em si - mas ainda assim eu as estou ouvindo!

Sinceramente? Eu quero que essas merdas de sentimentozinhos saim daqui de dentro o mais rápido possível, e se não saírem por bem, tudo certo, sairão na marra mesmo. 

Tragam uma faca de açougueiro, tragam uma britadeira potente, passem um trator em cima de mim até transformar esses sentimentinhos em pó - nada disso vai conseguir doer ou machucar mais do que ter sentimentos por dentro. Nenhuma dessas dores vai ser forte do que a que eu já sinto.  Nenhum desses procedimentos vai ser mais dilacerante do que o processo de ter um coração aberto e ocupado - por alguém que veja só, quer desocupar!

Quero que o amor exploda. Quero que casais dando beijos no shopping tenham diarréia. Quero pedir a Jesus Cristo - e eu até me converto em qualquer religião - que me ajude e me sacuda, que não deixe essa desgraça chamada amor acontecer de novo. Quero um terreiro de macumba pra tirar esse encosto. Quero cento e vinte passes de centro espírita. Quero cortar os pulsos quando eu estiver na merda e ainda assim eu abrir a boca pra dizer que "o amor é lindo" ou que "eu acho que o amor vence tudo".

 

O QUE FIZERAM COM O MEU CEREBRO??????

 

 Três vezes amaldiçoado seja o infeliz que me fez acreditar nessas coisas de novo. Eu já tinha vencido, eu já estava forte - o que eu ganho me sentindo assim?

Eu sinto ódio. Eu sinto raiva. Eu sinto uma vontade desesperada de gritar. Eu sinto mágoa e guardo rancor. Eu quero que e x p l o d a. ("que é pra ver se você nota, que é pra ver se você vem, que é pra ver se você olha pra mim....")

O amor é foda. E nele, eu só me fodo.

(e o pior, para quem não entendeu a amargura, é que eu queria me dar bem.)



publicado por Juliana Correia às 23:25 | link do post | comentar | favorito

58 comentários:
De Mitchell a 8 de Agosto de 2007 às 03:37
A proposta inicial do texto far-me-ia sucumbir diante de quem tivesse audácia de o escrever. Entretanto, tamanha loquacidade nas palavras me fez lembrar de promessas de candidatos em tempos de eleição.

É...
tomara que o eu-lírico, em questão, obtenha êxito na sua empreitada.

saravá!


De Hailton Andrade a 8 de Agosto de 2007 às 21:18
Estou boquiaberto, não tenho muito a dizer. Só queria te falar que fiquei alguns minutos com a janela de comentários aberta pensando no que comentar. Foi o máximo que consegui, pois após a leitura meus pensamentos comuns esvairam-se.


De felipe a 8 de Agosto de 2009 às 04:38
bem concordo com vc mas é brabo q amo muito uma pessoa, e o pior é q essa pessoa e ruim demais!!!!!!
as vezes tbm sou chato,mas ja to quase desacreditando no amor


De Mila a 9 de Agosto de 2007 às 00:43
Eita! Que revolta foi essa? Já existiram textos de amor por aqui. Bom ver esse outro lado. E dá pra ver que é a sua verdade ai, isso que importa.

Beijos


De Vinicius a 9 de Agosto de 2007 às 18:21
post de desabafo. Assim eu interpretei o seu texto, posso estar errado, pode ter outras coisas por trás dele, mas eu nao vejo algo além do desabafo de uma pessoa que acreditou no amor por um instante, e ele se esvairou-se.
beijo


De barbara a 22 de Fevereiro de 2008 às 20:38
Eu não sei bem o que dizer ainda estou com lágrimas ao canto do olho parece que meus sentimentos foram ai escritos por outra pessoa....eu entendo-a. beijos...fique bem


De Figo a 7 de Março de 2009 às 18:30
Concordo em gênero, número e grau. Amor é uma merda. E sei bem o que você está sentindo.


De Telmo a 16 de Junho de 2009 às 22:31
TB me sinto assim.. Tudo esta esgotado ,sentido ,vivido...Restame ser eu...


De Lua a 6 de Outubro de 2009 às 15:35
merda ? merdaé pouco pra definir um sentimento tão idiota e que só me fez sofrer. esperei tanto pra amar alguém, e quando amo o que recebo?
espero realmente que vc não esteja amando de novo.
pq essa merda é só ilusão e dia menos dia decepção.


De Deivs a 7 de Outubro de 2009 às 20:02
é complicado mesmo, fui no google e digitei "relacionamento é uma merda" e saiu o seu blog kkk... li o seu texto, sabe o problema, é se relacionar com a pessoa certa, e a pessoa certa é aquela que te passa segurança e tem maturidade para administrar o relacionamento, todas pessoas procuram 1 coisa apenas, amar e ser amado... todo mundo, até o pior criminoso da face da terra, no amago do ser, busca isso... chutar o balde nunca é a melhor solução, apesar que a gente tem a tendencia de ferrar mais ainda com a situação, e nos mesmos... mas tudo isso pode servir para uma coisa, experiencia e aprendizado... faz uma tabela, e lista assim: frutos bons, frutos ruins, e coloca peso nas coisas que vc considera frutos bons, tipo, compaixão, misericordia, carinho, perdão, amor, o grau de importancia, e frutos ruins, brigas, egoismo, falta de compaixão, falta de misericordia, falta de perdão, etc... então vc faz essa tabela e registra diariamente, no final da semana, vc faz um balanço, da semana, e na proxima semana vc faz a mesma coisa, então, vc vai conseguir medir a qualidade do relacionamento.... e saber o que está faltando, se vale a pena chutar o balde... eu não faço isso, mas vou começar a fazer... fica bem, guarde o seu coração para quem merece...


De amanda a 5 de Novembro de 2010 às 23:27
entao, eu digitei "o amor é uma merda", e me identifico muito com o seu texto. muito mesmo. da discrença tem horas, mas depois que passa, acaba que surge a esperançazinha de q um dia pode dar certo né... me sinto tao tola por isso
talvez um dia eu discrence de VEZ nao é


De Ludimila Rodrigues a 24 de Novembro de 2009 às 14:29
Muito legal.... tambem fui no google e digitei "o amor é uma merda" saiu seu blog na hora... rssss. Concordo plenamente com seu texto, afinal, so quem ja amou e se decepcionou sabe compreender e interpretar o que vc quer dizer... Aff, tb sou perceguida por isso...


Comentar post

mais sobre mim
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


posts recentes

inferno astral

Descortinado

A arte do impossível.

Pouso.

Nanquim.

Brigitte Bardot

Sapatilhas.

Não é assim que a banda t...

Vulnerabilidade

História musicada auto-ex...

arquivos

Setembro 2010

Janeiro 2010

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

links
blogs SAPO
subscrever feeds