Terça-feira, 10 de Julho de 2007

Amor não se entende

Se mira no abismo, sem razão

Tudo que a gente é - vira o tudo que a gente sente.

 

Uma tentativa

Pode ser azar ou sorte

Mas sabendo que pode ser tudo ou nada

É necessário ser forte

Para escancarar a pele numa possibilidade

Que pode ser de vida ou morte.

Para dividir a vida

Com quem pode fazer sorrir ou trazer profundo corte.

 

 



publicado por Juliana Correia às 14:22 | link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De Mila a 10 de Julho de 2007 às 18:18
Amar é sempre um eterno desafio. E que siga assim...a você, toda sorte do mundo ;)

Beijo


De Laís a 12 de Julho de 2007 às 13:48
Sorte pra todo mundo! Que os cortes não sejam tão profundos, né?! Porque os rasinhos são, digamos assim, inevitáveis!
Texto fofíssimo, linda!
Beijooo
saudades do teu sorriso!
:*


Comentar post

mais sobre mim
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


posts recentes

inferno astral

Descortinado

A arte do impossível.

Pouso.

Nanquim.

Brigitte Bardot

Sapatilhas.

Não é assim que a banda t...

Vulnerabilidade

História musicada auto-ex...

arquivos

Setembro 2010

Janeiro 2010

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

links
blogs SAPO
subscrever feeds